15 de Julho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,46 / EURO 5,96 / LIBRA 7,10

política Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 11:33 - A | A

Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 11h:33 - A | A

TRETA DO ARROZ

Lula diz que leilão de arroz foi anulado por "falcatrua de uma empresa"

Redação

 

José Cruz/Agência Brasil

1

 

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta sexta-feira, 21, que o leilão de importação de arroz foi anulado pela "falcatrua de uma empresa". Mesmo assim, ele disse que o País terá de comprar o produto para não causar desabastecimento para a população. "Por que vou importar? Porque o arroz tem de chegar na mesa do povo no mínimo a R$ 20 um pacote de cinco quilos. Que compre a R$ 4 um quilo de arroz, mas não dá para ser um preço exorbitante", disse Lula, em entrevista à Rádio Meio, no Piauí.

 

A decisão de anular o leilão para a compra de arroz importado ocorreu em 11 de junho. Na ocasião, o governo informou que o objetivo era buscar assegurar que as empresas "tenham a solidez que uma operação deste porte exige". O leilão envolvia a compra de 300 mil toneladas de arroz beneficiado.

 

 

O presidente afirmou também que o governo vai financiar regiões produtivas de arroz de outros Estados brasileiros, além do Sul, para evitar a dependência de apenas uma área. Com a tragédia no Rio Grande do Sul, a produção do arroz foi comprometida. "Vamos, inclusive, financiar áreas de outros Estados, produtivas de arroz, para não ficar dependendo de apenas uma região".

 

Segundo Lula, o governo vai oferecer uma garantia de preço para que os produtores de arroz não tenham prejuízo. "Vamos financiar e oferecer direito do pessoal plantar arroz", afirmou.

 

Queda de Geller

 

A polêmica envolvendo a anulação do leilão para aquisição de arroz acabou provocando a queda do então secretário de Política do Ministério da Agricultura (Mapa), Neri Geller.

 

Ele disse ter ficado “chateado” com o ministro Carlos Fávaro, pela demissão, e admite que intenção de comprar arroz surgiu antes das enchentes. Geller reafirma que o leilão de importação de arroz foi um “equívoco” e que ele foi contra a medida.

 

*Com Conteúdo Estadão

 

 

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia