MATO GROSSO, 21 de Junho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,46 / EURO 5,85 / LIBRA 6,91

x da questão Quinta-feira, 06 de Junho de 2024, 07:00 - A | A

Quinta-feira, 06 de Junho de 2024, 07h:00 - A | A

SOLIDARIEDADE

Jovem cuiabano que sofreu grave acidente ganha solidariedade nas redes

Redação

  

Reprodução

1

 

 

 

O jovem cuiabano Vitor Piva Moraes está conquistando uma rede de solidariedade para fazer um tratamento com células tronco, na Tailândia. O valor necessário é de R$ 200 mil, o que levou familiares e amigos a buscarem ajuda nas redes sociais. Uma vakinha virtual iniciada no último dia 1º de junho já levantou mais de 70% do valor necessário. 

 

Vitor havia se formado em Medicina na cidade de Vassouras (RJ). Iria fazer 'residência' em São Paulo. Em 2022, porém, caiu do 7º andar do apartamento onde morava durante uma crise de sonambulismo, efeito colateral de um medicamento indutor do sono.

 

As consequências da queda para ele foram imensas. Vitor sofreu diversas fraturas no corpo e teve que amputar uma perna na altura do joelho. As fraturas no fêmur, pé esquerdo e face, bem como uma concussão, resultaram na atrofia do seu nervo óptico, causando cegueira total nos dois olhos. 

 

"Após consultar vários oftalmologistas, descobri que não havia tratamento disponível no Brasil, segui inconformado, buscando possibilidades reais que me ajudassem a voltar a enxergar e encontrei um tratamento com células tronco na Tailândia no Hospital Better Being (Laboratório Beike Biotech), onde o tratamento consiste em infusão de células-tronco, que busca a recuperação dessa atrofia, restabelecendo minha visão. Alguns casos chegam a registrar 80% de recuperação", traz texto da 'vakinha virtual' onde Vitor explica a situação vivida.

 

Filho do coronel Moraes

 

Arquivo pessoal

1

Família encontrou forças e segue na luta pela recuperação do filho

 

Vitor Piva é filho do coronel da reserva da Polícia Militar, Antônio Moraes.

 

Dono de uma carreira de sucesso na PM, onde ocupou o comando de diversos batalhões, chegando a secretário da Casa Militar do governo de Mato Grosso, Antônio Moraes entrou para a reserva da PM em 2013, quando passou a atuar como advogado e ser uma referência estadual em Direito Administrativo, área em que se especializou.

 

O acidente do filho, no entanto, fez a família repensar os projetos de vida. A decisão imediata foi mudar-se com a esposa Sirlene para São Paulo para acompanhar de perto o processo de recuperação de Vitor. "Foi a decisão mais simples que já tomamos na vida, foi automático. O amor direciona", diz hoje Moraes.

 

E ao falar sobre a vakinha criada por familiares para ajudar o filho, o coronel da reserva é bastante claro.

 

"As despesas para o tratamento médico hospitalar, hospedagem, alimentação e passagens são são 200 mil reais, valor que eu e minha família não dispomos depois de todas as despesas que já tivemos até o momento", pondera Moraes.

 

O apelo da família já mobilizou mais de mil pequenas doações através da internet. Até a manhã desta quinta-feira (6) a vakinha virtual já contava 1.341 apoiadores, totalizando 73% do valor necessário para o tratamento. "Muito obrigado por seu apoio e generosidade e que Deus nos abençoe", agradece o pai de Vitor.

 

Serviço:

 

Vamos fazer o bem juntos?

Eu ficaria muito feliz se você pudesse ajudar a vaquinha

Ajude Vitor a enxergar também!

É só clicar neste link e contribuir :) https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-vitor-a-enxergar-vitor-piva?utm_source=site&utm_medium=product-thanks-page

Este é o PIX da para valores diferentes do estipulado
[email protected]

 

  

Confira o vídeo postado na vakinha virtual, explicando o acidente:

 

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP

Vídeo



Comente esta notícia