23 de Julho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,57 / EURO 6,07 / LIBRA 7,20

geral Sexta-feira, 28 de Maio de 2021, 10:48 - A | A

Sexta-feira, 28 de Maio de 2021, 10h:48 - A | A

CRÍTICAS A BOLSONARO

"Eu penso que ele tem algum problema psicológico, algum distúrbio"

Mídia News

Reprodução

1

 

O deputado federal Carlos Bezerra (MDB) subiu o tom para criticar as ações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a pandemia da Covid-19 no país.

Ele citou a "insensibilidade" do chefe do Executivo diante da morte de mais de 450 mil brasileiros.

“Nós temos um presidente da República insensível. A insensibilidade dele é tão grande que eu chego a pensar que ele tem algum problema psicológico, algum distúrbio. Porque morreram quase meio milhão de brasileiros. Isso é um absurdo”, afirmou, durante entrevista à Rádio Conti.

“Um dia perguntaram pra ele sobre o número de mortes e ele respondeu: ‘e daí?’. Como se não importasse. Uma pessoa que não tem sensibilidade é portadora de alguma anomalia. Não é possível. Quando morre um ser humano, você já fica triste. Imagina quando morrem milhares?”, questionou.

 

Uma pessoa que não tem sensibilidade é portadora de alguma anomalia. Não é possível. Quando morre um ser humano, você já fica triste. Imagina quando morrem milhares?

De acordo com Bezerra, é impossível não ver as falhas do presidente na condução do País, salientando que o Governo Bolsonaro foi ao contrário do que foi dito pela ciência sobre a vacina e práticas de distanciamento social, bem como o uso de máscaras e álcool em gel.

“Fizeram uma campanha toda contra o que a ciência determina para o combate à Covid. A vacina foi ofertada e não aceitaram. Poderíamos estar vacinando desde o fim do ano passado”, afirmou.

Segundo o deputado, Bolsonaro passou muito tempo “defendendo a tática do rebanho, de que morre todo mundo e aí acaba a doença, quando sabemos que isso é conversa furada”.

“Estão aparecendo variantes novas, muito mais mortais, como essa da Índia, com perigo de virar outra pandemia, pior do que já tivemos”, ressaltou.

 

"Problema de comando"

O parlamentar ainda afirmou que milhares de mortes poderiam ter sido evitadas se o chefe do país houvesse tido uma postura diferente e que cada nação tem o gestor que merece.

“O nosso problema é de governança, de comando. Poderíamos ter evitado a morte de milhares e milhares de pessoas se o Brasil tivesse feito o que os outros países fizeram”, disse.

“Cada povo tem o Governo que merece. Temos aí o governo que o povo elegeu e o povo está pagando o preço pelo governo que elegeu. Não podemos fazer nada”, criticou.

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia