MATO GROSSO, 19 de Junho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,43 / EURO 5,84 / LIBRA 6,91

geral Segunda-feira, 29 de Março de 2021, 08:38 - A | A

Segunda-feira, 29 de Março de 2021, 08h:38 - A | A

SÓ FALTAVA ESSA!

Voz influente no Partido Democrata pede intervenção dos EUA no Brasil

Sputniknews

© CC0

 

A militar Pam Keith, que tentou ser deputada federal pelo estado da Flórida, usou suas redes sociais para chamar Bolsonaro de genocida e defendeu uma intervenção dos EUA no Brasil.

A política do presidente Jair Bolsonaro ante a pandemia da COVID-19 segue sendo alvo de críticas pelo mundo. No sábado (27), foi a vez da integrante do Partido Democrata dos Estados Unidos, Pam Keith, que concorreu ao cargo de deputada federal nas últimas eleições.

Apesar de ter perdido a eleição para o republicano Brian Mast, que teve 56,3% dos votos, Pam Keith, que também é militar, possui grande influências nas redes sociais. Em suas redes, ela chamou o presidente brasileiro de "um bruto corrupto, genocida e incompetente".

Em seguida, Pam Keith defendeu uma solução intervencionista para a crise envolvendo a COVID-19 e o governo brasileiro. 

Repito meu alerta de que a crise da COVID-19 no Brasil é um problema sério. A falta de liderança de Bolsonaro está criando uma crise econômica e de saúde, culminando em um escândalo político de proporções épicas. Os EUA precisam ser proativos e liderar uma intervenção internacional.

 

Ainda de acordo com uma sequência de publicações de Pam Keith, "estou convocando um esforço internacional (não apenas dos Estados Unidos), transparente e humanitário que realmente ajude na distribuição e infraestrutura. Trata-se de salvar vidas", escreveu.

No domingo (28), em resposta aos seus seguidores, a democrata voltou a criticar o presidente do Brasil, comparando-o com o ex-presidente dos EUA, Donald Trump.

[Não importa] quais eram as realidades de Trump/Bolsonaro, nosso irresponsável, incompetente e corrupto ditador se foi. O seu não. Brasileiros estão morrendo agora! A exigência é agora! Não estou perguntando ou mesmo pensando que os brasileiros confiariam nos EUA. Estou pedindo uma resposta da coalizão internacional.

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia