MATO GROSSO, 21 de Junho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,46 / EURO 5,85 / LIBRA 6,91

geral Segunda-feira, 28 de Junho de 2021, 15:26 - A | A

Segunda-feira, 28 de Junho de 2021, 15h:26 - A | A

FEMINICÍDIO X SUICÍDIO

Neurocirugião confirma morte de Muvuca, informa jornalista de Tangará da Serra

Tangará em Foco
ATUALIZADA AS 22H20

 

O jornalista José Marcondes, conhecido como Muvuca, dono do site Muvuca Popular de Cuiabá, autor dos disparos contra a farmacêutica Nádia Mendes Vilela, sua ex-namorada, não resistiu ao disparo que fez contra sua própria cabeça e morreu.

A tentativa de feminicídio praticada por Muvuca contra Nádia aconteceu nesta manhã de segunda-feira, 28, na região central de Tangará da Serra. A morte do jornalista foi confirmada nesta tarde.

Muvuca não aceitava o fim do relacionamento com Nádia e invadiu a farmácia onde ela atuava, efetuando disparos contra ela e em seguida atirando contra sua própria cabeça.

Após efetuar o disparo contra sua cabeça, Muvuca foi socorrido por uma ambulância do Corpo de Bombeiros. Já Nádia foi levada para um hospital particular por terceiros. Na sequência, houve a troca de ambulância, onde ele foi colocado em um veículo do SAMU, onde um médico estava dando o suporte.

Nádia passou por duas cirurgias, uma na mão atingida por um dos disparos e teve de drenar o pulmão. Já Muvuca seguia em estado grave, até a confirmação de seu óbito.

O jornalista disputou o cargo de Governador de Mato Grosso na eleição de 2014, se candidatando a Vereador por Cuiabá no pleito do ano passado. Ele atuou por 25 anos na imprensa mato-grossense.

ATUALIZADA ÀS 21H58 /redação

"Na verdade, ele teve morte cerebral, mas mantém alguns sinais vitais. O neurologista que vai operá-lo estava a espera de estabilização da pressão arterial. Extremamente baixa. Se sobreviver, será um pastel. As chances, no entanto, são mínimas, segundo me informou esse médico". O esclarecimento é de um jornalista que reside em Tangará da Serra, na noite desta segunda-feira.

ATUALIZADA ÀS 22H20/redação

"O médico neurocirugião Douglas Gonsales, que atendeu o jornalista José Marcondes Muvuca, no Hospital das Clinicas, de Tangará da Serra, acaba de confirmar a morte do empresário do setor de comunicação. Quando deu entrada na unidade de saúde, o quadro geral do de Muvuca já era de extrema gravidade - irreversível".

A informação, de última hora, é do jornalista Edésio Adorno, do site A Bronca Popular, de Tangará da Serra. 

Adorno lembra que Douglas Gonsales é um dos mais qualificados profissionais da área de neurocirurgia de Mato Grosso e do País. "Ele opera, inclusive, nos Hospitais Albert Einstein e no Sírio Libanes. Autorizado por uma brilhante formação acadêmica, Gonsales fez o que pode para salvar a vida do jornalista. Infelizmente, as lesões causados pelo projetil de arma de fogo causou danos de extrema gravidade na cabeça de Muvuca", publicou o jornalista.

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia