14 de Julho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,43 / EURO 5,93 / LIBRA 7,05

economia Quinta-feira, 11 de Março de 2021, 07:14 - A | A

Quinta-feira, 11 de Março de 2021, 07h:14 - A | A

NAS NUVENS

Em novo recorde, Elon Musk enriquece US$ 25,1 bilhões em um dia

Tecnomundo

Imagem: iStock

 

Na última terça-feira (9), o site Bloomberg anunciou que Elon Musk alcançou um novo recorde ao enriquecer seu patrimônio em US$ 25,1 bilhões, em apenas um dia. O episódio ocorreu devido ao maior aumento das ações da Tesla dentro de um ano, cerca de 20%. O recorde aproxima o bilionário de Jeff Bezos, atualmente o indivíduo mais rico no mundo, com uma fortuna estimada em US$ 180 bilhões. 

Com patrimônio total de US$ 174 bilhões, segundo a lista de bilionários da Bloomberg, Musk não está muito atrás de Bezo, o fundador da Amazon. Parte dessa fortuna se dá pela posição de CEO na Tesla, empresa que também fundou, possuindo aproximadamente 1/4 das 960 milhões de ações — com o último aumento, o papel passou a valer US$ 673,58 por unidade.

Diretamente convertido em reais, patrimônio de Musk equivaleria a quase R$ 1 trilhão. (Fonte: Business Insider / Reprodução)Diretamente convertido em reais, patrimônio de Musk equivaleria a quase R$ 1 trilhão. (Fonte: Business Insider / Reprodução)

 

A notícia é ligeiramente curiosa, ao considerar que há apenas um mês as ações da Tesla caíram 8% devido à retirada do "modesto" pagamento de Musk, estimado em US$ 267 milhões, cerca de R$ 1,5 bilhão em conversão direta. Apesar da queda, a empresa continua em um bom ano, com lucros provenientes de outros investimentos, como o bitcoin.

Similarmente, há duas semanas, esse mesmo investimento pode ter causado outra queda nas ações da Tesla, que efetivamente provocaram a perda de US$ 30 bilhões nos bolsos de Musk. Contudo, com a influência do bilionário no mercado e as recentes promessas de produção da Tesla, o novo recorde de lucro pode ser apenas o primeiro de muitos outros.

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia