MATO GROSSO, 19 de Junho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,43 / EURO 5,84 / LIBRA 6,91

x da questão Quarta-feira, 31 de Março de 2021, 09:48 - A | A

Quarta-feira, 31 de Março de 2021, 09h:48 - A | A

LOCKDOWN CUIABANO

Cuiabá permite funcionamento de academias, mas "pesa a mão" em condomínios

Redação

 Uso de áreas comuns em condomínios está proibido

 

Está difícil entender a lógica do Decreto Municipal editado pelo prefeito Emanuel Pinheio (MDB) para "cumprir" a decisão judicial de uma quarentena de 10 dias em Cuiabá. O Tribunal de Justiça determinou que os prefeitos cumpram as determinações previstas pelo Decreto Estadual, conforme classificação de risco.

Como Cuiabá, Várzea Grande e outros 48 municípios estão enquadrados na escola de "risco muito alto" de contaminação da Covid-19, a quarentena prevê medidas de isolamento mais rigorosas, com o funcionamento apenas de serviços considerados essenciais.

Até aí, tudo bem!

1

Decreto libera funcionamento de academias

 

O problema é que a listagem do que é "serviço essencial" cresceu tanto nos últimos tempos que quase tudo foi enquadrado nela.

Mas têm outras esquisitices.

Uma delas é a liberação do funcionamento de 50% da capacidade das academias de uma forma geral. O mesmo Decreto municipal proíbe, no entanto, o funcionamento de academias, piscinas e outras áreas de uso comum em condomínios residenciais privados. E olha que a maioria destes condomínios já implementavam medidas como agendamento para utilização destes espaços. Uma hora por família era permitida.

Difícil entender a lógica de liberar academias e vetar algo claramente muito mais restritivo. 

 

Confira o artigo 6º, que libera funcionamento de academias...

Na sequência, o artigo VI, que veta funcionamento em condomínios...

 

1
1

 

 

 

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia