MATO GROSSO, 21 de Junho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,46 / EURO 5,85 / LIBRA 6,91

variedades Segunda-feira, 10 de Junho de 2024, 06:00 - A | A

Segunda-feira, 10 de Junho de 2024, 06h:00 - A | A

OPINIÃO

Por que meninas temem mais um homem que um urso?

*NINA LEMOS

 

 
 
urso
 "O urso não falaria que me atacou porque eu provoquei"Foto: Jakub Mrocek/Zoonar/aliança de imagens

 

 

Você está sozinho em uma floresta, prefere encontrar um homem ou um urso? Essa pergunta circula sem parar nas redes sociais dos jovens da geração Z nos últimos meses. E, antes que você pense: “lá vem outro desafio bobo do TikTok”, preste atenção. A resposta a esse viral joga uma verdade na nossa cara. Nesse cenário hipotético, a grande maioria das meninas responde (sem pestanejar) que tem mais medo de encontrar um homem e prefeririam encontrar um urso.

 

Sim, na cabeça delas (e quem há de dizer que elas não têm suas razões?) é mais fácil escapar de um animal selvagem do que de um ser humano do sexo masculino.

 

Os motivos alegados para tal escolha são variados. No TikTok, há uma lista deles: “o urso não me estupraria”, “o urso não falaria que me atacou porque eu provoquei”, “as pessoas não diriam que o urso me atacou por causa da roupa que eu estava usando” e por aí vai. Sim, as respostas para o viral viraram manifestações feministas da geração Z na rede preferida pelos adolescentes.

 

“Cem por cento o urso, o que é algo meio estranho de se dizer”, fala uma das entrevistadas pelo vídeo que se tornou a pergunta viral no Tik Tok. Nele, a pergunta é feita para sete mulheres jovens. o urso.

 

Alguns poderiam dizer que elas "estão de mimimi” e são loucas, ou bobas (só para citar alguns dos "argumentos” que são usados ​​para descredibilizar mulheres) só que não é bem assim. E muitos homens, inclusive, concordam com elas.

 

Depois que o dilema “Homem X ursos” passou a rodar nas redes, algumas mulheres resolveram fazer a mesma pergunta para seus parceiros e pais de seus filhos, questionando se eles preferiam que elas ou filhas encontrassem em uma floresta um urso ou um homem. a maioria deles, homens, também temem mais seus colegas do sexo masculino Sim, nem o homem confia mais no homem. 

 

Medo de assédio

 

Essa tendência não é uma pesquisa científica. Mas mostra bem o estado das coisas no que se refere a assédio e violência de gênero . As meninas têm medo de encontrar um homem porque sabem que podem ser assediadas, machucadas e também mortas. E, o assédio, como sabemos, é extremamente banalizado.

 

Quanto eu era adolescente, morríamos de medo de encontrar um "tarado". Essa era a expressão usada para designar aqueles sujeitos nojentos que mostravam o pénis para meninas que saíam da escola (de uniforme, olhem o horror), ou para aqueles que "passavam uma mão”. Sim, quase toda mulher, principalmente em um país machista como o Brasil, já passou por esse tipo de experiência. Os números mostram isso.

 

Segundo levantamento de uma pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, quase metade dos brasileiros (46,7%) sofreram algum tipo de assédio sexual no ano de 2022.

 

As principais vítimas dos assédios nas ruas são as mulheres jovens. Segundo o estudo, na faixa etária entre 16 a 24 anos, 76,1% das mulheres relataram sofrer abuso em 2022. Sim, é assustador.

 

“Eu prefiro encontrar o urso porque acho que é mais fácil ele me ignorar do que um homem”, me respondeu minha afilhada de 15 anos, me deixando apavorada só de imaginar o que ela e suas amigas já devem ter passado nas quadras de Brasília, onde ela mora.

 

Não sou só eu que me preocupei com os relatos que vêm à tona por causa dessa "tendência". O dilema fez com que a ONU se pronunciasse. Em vídeo publicado nos canais de mídia social, a ONU Mulheres se pronunciou por meio do chefe do departamento pelo Fim da violência contra mulheres e meninas, Kalliopi Mingeirou Segundo ela, a tendência mostra sinais importantes de como as mulheres não se sentem seguras.

 

Ela tem razão. E você além. A “tendência” mostra também como o machismo estrutural ainda está presente no mundo em 2024. Afinal, é uma sociedade que produz esse tipo de absurdo como homens que assediam menores de idade.

 

Não são os homens que não conseguem se controlar”, isso acontece porque as mulheres ainda são tratadas como “coisas”. E não são só os tarados (para usar o termo da minha infância) que são responsáveis ​​por isso, o buraco é muito mais embaixo . E, claro, isso precisa mudar. Não é normal que meninas se sintam mais seguras entre ursos do que entre homens humanos do sexo masculino não são animais selvagens.

_____________________________

1

 

*Nina Lemos é jornalista e escritora. Escrevendo sobre feminismo e comportamento desde os anos 2000, quando lançou com duas amigas o grupo "02 Neurônio". Já foi colunista da Folha de S.Paulo e do UOL. É uma das criadoras da revista TPM. Em 2015, mudou para Berlim, cidade pela qual é loucamente apaixonada. Desde então, viva entre as notícias do Brasil e as aulas de alemão.

O texto reflete a opinião do autor, não necessariamente da DW.

 *DW

 

 

 

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia