MATO GROSSO, 20 de Junho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,44 / EURO 5,85 / LIBRA 6,92

polícia Terça-feira, 11 de Maio de 2021, 15:26 - A | A

Terça-feira, 11 de Maio de 2021, 15h:26 - A | A

DERF CUIABÁ

Estelionatária que causou prejuízo de R$ 20 mil a vítimas em venda de carro é presa em Cuiabá

Assessoria

Reprodução

1

 

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf) prendeu em flagrante nesta segunda-feira (10) uma mulher de 34 anos por estelionato praticado contra duas vítimas da cidade de Água Boa, que gerou um prejuízo de R$ 20 mil. A prisão contou com apoio da Delegacia Especializada de Crimes Informáticos (DRCI).

A vítima procurou a Delegacia de Água Boa nesta segunda-feira e informou que viu a propaganda de um veículo modelo Gol em um classificado na cidade, pelo valor R$ 25 mil, e entrou em contato com o número informado no anúncio. A pessoa que a atendeu informou ser parente do vendedor do veículo e que lhe devia R$ 20 mil, e acertaram a venda do Gol. Diante das informações confirmadas pelo vendedor, a vítima então transferiu o valor. Logo após realizar a transferência, a mulher foi alertada pelo seu esposo de que se tratava de um golpe.

O casal procurou imediatamente a agência bancária solicitando estorno do dinheiro, mas não foi mais possível, uma vez que o valor foi transferido via sistema Pix.

Os policiais de Água Boa identificaram a titularidade da conta bancária que recebeu o valor, que é de uma pessoa em Cuiabá.

Com base nas informações passadas pela vítima, a equipe da DERF da Capital conseguiu identificar e localizar a suspeita, que trabalha em um hospital particular de Cuiabá. Ao ser abordada pelos investigadores, a mulher negou ter recebido a transferência. Contudo, os policiais checaram que após receber o dinheiro, ela realizou duas transações bancárias para comparsas do crime, uma no valor de R$ 15 mil e outra de R$ 5 mil, a fim de ocultar o dinheiro obtido ilicitamente.

A suspeita forneceu cópias das transferências realizadas e com os dados, os investigadores conseguiram identificar os comparsas.

O delegado Guilherme de Carvalho Bertoli autuou a suspeita por estelionato consumado e representou pela conversão do flagrante em prisão preventiva.

As diligências da Derf prosseguem para localizar os demais comparsas envolvidos no golpe.

 

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia