MATO GROSSO, 20 de Junho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,44 / EURO 5,85 / LIBRA 6,92

geral Sexta-feira, 02 de Abril de 2021, 10:14 - A | A

Sexta-feira, 02 de Abril de 2021, 10h:14 - A | A

NATASHA SLHESSARENKO

"Tenho visto tantos absurdos, tantas informações desencontradas que me causa revolta", diz médica cuiabana

Conselheira do CFM lembra que a pandemia só será contida quanto 70% da população estiver imunizada e que, por isso, faz apelo por distanciamento social e cuidados

Sandra Carvalho

Médica Natasha Slhessarenko faz alerta: evitem aglomerações


A pediatra e patologista Natasha Slhessarenko, que representa Mato Grosso no Conselho Federal de Medicina (CFM), faz um apelo para que as pessoas não se aglomerem no feriado prolongado da Páscoa, que tem início nesta sexta-feira (02.03).

A médica desde o início da pandemia tem usado suas redes sociais para passar esclarecimentos sobre Covid-19. “Afinal, tenho visto tantos absurdos, tantas informações desencontradas que me causa revolta. Então resolvi fazer este apelo”.

Ela lembra que o mundo vive um momento dificílimo da Covid-19, em especial o Brasil. “Serviços de saúde lotados, na iminência de faltar medicamentos, oxigênio, profissionais de saúde exaustos, hospitais lotados, UTIs lotadas. Tudo muito triste”, lamenta.

Isso está acontecendo, segundo a conselheira do CFM, porque houve uma série de eventos que levaram à aglomeração, como a campanha eleitoral, eleição, festas de final de ano, férias, carnaval, festas clandestinas e, somado a isso tudo, o aparecimento de variantes de maior transmissibilidade.

E agora a Páscoa está chegando e com ela mais feriado. O apelo da médica é para que as pessoas não viagem, não façam almoço de Páscoa, não se aglomerem. Se houver necessidade de sair, ela orienta para que não se esqueçam da máscara, lavem as mãos frequentemente com água e sabão e passe álcool gel.

“Se você puder ficar em casa, se você tem a opção de trabalhar em casa, seja grato e continue trabalhando em casa. Ao chegar a sua vez, tome a vacina contra a Covid-19, pois é a única maneira de controlarmos essa pandemia. Enquanto não tivermos pelo menos 70% da população imunizada, não conseguiremos conter a circulação desse vírus”, alerta a patologista.

Natasha Slhessarenko lembra que neste mês começa também a vacinação para a gripe. “Não deixe de se vacinar. Cuide de você. O seu cuidar repercute na saúde das pessoas com quem você convive. Tenha consciência e se cuide”.

No final do vídeo a especialista deixa também uma mensagem de esperança de que tudo isso vai passar, mas que é preciso ter responsabilidade, consciência e amor pela vida.

“Pense em quantas famílias estão neste momento angustiadas precisando de uma vaga na UTI para um parente, para um irmão, para a mãe, para o pai, para um filho, para um amigo, e não tem essa vaga. Conscientizem-se, cuidem-se e não se aglomerem”.

CONFIRA O VÍDEO:

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP

Vídeo



Comente esta notícia