MATO GROSSO, 17 de Junho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,38 / EURO 5,76 / LIBRA 6,82

geral Quinta-feira, 01 de Julho de 2021, 12:32 - A | A

Quinta-feira, 01 de Julho de 2021, 12h:32 - A | A

NOTÍCIAS

Juiz manda confiscar bens de ex-deputado por causa de dívida de quase R$ 1 milhão com empresário em MT

G1 MT

O ex-deputado estadual José Geraldo Riva teve quase R$ 1 milhão em bens bloqueados pela Justiça Federal em Mato Grosso. Oficiais de Justiça estiveram na casa do ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) , localizada no Bairro Santa Rosa, nesta quinta-feira (1º), para confiscar objetos de valor, penhora de bens e outros móveis de Riva.

José Riva foi deputado estadual e condenado a devolver dinheiro aos cofres públicos — Foto: ALMT/Divulgação
José Riva foi deputado estadual e condenado a devolver dinheiro aos cofres públicos — Foto: ALMT/Divulgação

 

A decisão, da última segunda-feira (28), atende a um pedido do empresário Francisco Carlos Ferres que processou Riva por uma dívida de notas promissórias e títulos de crédito de uma empresa de factoring.

A reportagem não conseguiu falar com a defesa do ex-deputado.

Segundo Marcelo Zagonel, advogado de Ferres, a dívida era de R$ 849 mil. O empresário tentou, pela ação na Justiça, reaver os valores com o ex-deputado.

Ferres teria recebido cheques falsos como pagamento do serviço e processou Riva.

Os valores serão transferidos para o Poder Judiciário.

 

Riva

O ex-presidente da Assembleia, José Geraldo Riva, cumpre prisão domiciliar após ter acordo de colaboração premiada homologado em fevereiro de 2020. Ele responde a mais de 100 processos na Justiça.

Documentos que teriam sido entregues pelo ex-deputado ao MPE, como parte de uma proposta do acordo de colaboração premiada, trazem à tona um suposto esquema que teria pago R$ 175 milhões em propina entre os anos de 1995 e 2015.

No documento de 105 páginas consta uma lista com os nomes de 38 deputados e ex-deputados que teriam recebido mensalinho para aprovar e não atrapalhar os interesses do governo.

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia