23 de Julho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,57 / EURO 6,07 / LIBRA 7,20

opinião Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 08:29 - A | A

Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 08h:29 - A | A

BAR DO BUGRE

BABADOR

*GABRIEL NOVIS NEVES

 

 
1

 

 

 

Um querido amigo, que já não está entre nós, me aconselhou a usar babador.

 

Ficava sempre hospedado no meu apartamento e trazia de Aquidauana seu inseparável babador.

 

Foi um apologista do uso de babadores para crianças e idosos.

 

Quando completei oitenta anos ganhei de presente de aniversário do meu amigo um par de babador que ele trouxe do Sul do Estado.

 

Gostei tanto da sua proteção que os uso nas refeições e café da manhã.

 

Minhas camisas estão sempre limpas após as refeições.

 

Com o tempo precisei de novos.

 

Minhas funcionárias resolveram me presentear com três novos.

 

Este ano no meu aniversário almoçarei com filhos, netos e bisnetos, me preparando para conquistar os noventa no ano que vem, se Deus quiser.

 

A enfermeira mandou confeccioná-los no bairro Dr. Fábio e bordá-los em Várzea Grande.

 

No café me entregaram os mimos e fotografias tiradas.

 

Presente bom é aquele que é útil.

 

Na ‘casa final dos oitenta anos’ nada melhor que receber de presentes: babadores, toalhas de banho e rosto, lençóis para cama, camisetas para dormir, creme para o corpo.

 

Guardo recordações dos primeiros presentes que ganhei.

 

Escova de dentes, do meu avô Alberto Novis, quando completei meu primeiro ano de vida, lendo mais tarde o seu diário.

 

Caixa de lápis de cor, telegramas, dinheiro, brinquedos comprados na Cadeia Pública em frente ao Dutrinha.

 

Quando retornei médico à minha cidade natal, muitas festinhas de congratulações por onde passei.

 

Meus quarenta anos ficaram marcados pelo início do uso de anticoagulantes, AAS infantil e o jantar em Santo Antônio de Leverger, no famoso Restaurante Cacimba.

 

A Monica casou dia do meu aniversário.

 

Fazia muito frio em Cuiabá, e o jantar foi em minha casa na rua Major Gama, no Porto.

 

Therezinha Vieira preparou uma macarronada inesquecível para servir aos convidados, que abarrotavam o meu casarão na subida do Morro do Tambor.

 

O almoço dos meus 69 anos e 60 da Regina foi surpresa em uma casa de eventos.

 

Aos 80 anos meus filhos e netos organizaram a última festa em meu apartamento.

 

Este ano no meu aniversário almoçarei com filhos, netos e bisnetos, me preparando para conquistar os noventa no ano que vem, se Deus quiser.

 

1

 

*Gabriel Novis Neves

 

 

 

https://bar-do-bugre.blogspot.com

 

 

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do site de notícias www.midiahoje.com.br

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia