23 de Julho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,57 / EURO 6,07 / LIBRA 7,20

geral Quinta-feira, 13 de Maio de 2021, 09:18 - A | A

Quinta-feira, 13 de Maio de 2021, 09h:18 - A | A

SOCIEDADE

Universal é condenada após realizar falsa cura de dependente químico

Assessoria

Reprodução

1

 

A Universal do Reino de Deus foi condenada a pagar 40 mil reais de indenização a um homem que é dependente químico e teve uma falsa cura feita por pastores da igreja. Segundo divulgou o UOL, R.C.A é usuário de cocaína e foi procurado em 2018 por pastores da igreja que o prometeram uma cura se ele participasse do programa de televisão transmitido pela RecordTV.

O homem aceitou o convite, mas no palco percebeu que tudo não passava de uma fraude, pois estaria sendo usado como fantoche em um falso show com a finalidade de arrecadar dízimos.

Assim que o programa terminou, R.C.A informou aos pastores que não autorizava o uso de sua imagem, mas o pedido foi desrespeitado e o culto foi transmitido.

A juíza Paula Regina Cattan, da 1ª Vara Cível de São Paulo, afirmou que não se pode veicular a imagem de uma pessoa sem autorização já que a Constituição assegura a sua inviolabilidade.

A Universal disse à Justiça que não prometeu a cura e que apenas disponibilizou a ajuda espiritual ao dependente. “Cabe ao pastor, por vocação, orientar espiritualmente os fiéis”, afirmou a defesa da Universal à Justiça.

“A igreja não tem a obrigação de entregar ou garantir o resultado. A cura da dependência química se trata de uma questão de fé, independe da greja o atingimento do resultado almejado.”

Não cabe mais recurso, pois o processo já transitou em julgado.

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia