23 de Julho de 2024

cotações: DÓLAR (COM) 5,57 / EURO 6,07 / LIBRA 7,20

x da questão Domingo, 07 de Março de 2021, 07:47 - A | A

Domingo, 07 de Março de 2021, 07h:47 - A | A

LUTO

Com sequelas da Covid-19, jornalista Elisângela Neponuceno morre em Cuiabá

Redação

 

 

A jornalista Elisângela Neponuceno, de 47 anos, morreu na madrugada deste domingo (7), em Cuiabá. Ela foi internada há duas semanas por sequelas da covid-19, contraída no ano passado.

Elisângela era filha do também jornalista Américo Lucas, conhecido por 'Ameriquinho', um profissional querido no meio jornalístico da capital, morto em 2001. 

Há meses, quando contraíu a doença, a jornalista chegou a ter 75% de seu pulmão comprometido. 

A morte está repercutindo nas redes sociais.

"Guerreira, de uma história brilhante de superação. Registro meus sentimentos pela perda. Triste, muito triste", postou em um grupo de Watts o jornalista Jota de Sá.

"Meus sentimentos de pesar à toda família. Trabalhei com o pai dela, Américo Lucas, na Rádio Industrial", postou o jornalista Ademar Andreola.

Além do jornalismo, Elisângela foi secretária municipal de Turismo em Nobres, a 135 km de Cuiabá, onde residia atualmente. 

 

 

Nossas notícias em primeira mão para você! Link do grupo MIDIA HOJE: WHATSAPP



Comente esta notícia